Natal

"Natal... Na província neva.", assim começava a pública reflexão de Pessoa sobre uma época que não sentia (ou sentia pensando).

Não sei se os sentimentos que vivemos na infância são já passados ou ainda os guardamos fortes ou se este ar de época no é injectado por todos os meios possíveis para mantermos o comércio vivo e nos mantermos afastados por uns dias da triste realidade que, passivamente, ajudámos a construir.

Para mim, este é duplamente um dia especial e é um dia em que gostaria de ver sempre com a casa cheia. A vida e os eteceteras têm vindo a reduzir o volume ocupado mas a festa continua a estar presente e, com ela, a actividade na cozinha.

Aproveitando então a festa, vou tentar fazer hoje um post dinâmico, aqui colocando a evolução das coisas. No entretanto, a quem não tiver mais nada para fazer (!) e fôr passando por aqui (!!!) um bom /santo/ feliz (conforme as opções de cada) Natal.

Comentários

Nos últimos 30 dias...