Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

EM DESTAQUE

Verde que te queria verde

De repente todos verão a luz.  A LUZ. Como com a cozinha "da avó".  Como com o "produto". Como com a "cozinha portuguesa". Que desperdício de tempo, de recursos, de dinheiro. Não, a restauração portuguesa não é composta por uma raça de iluminados. Nem sequer, maioritariamente, por cozinheiros que, ainda mais do que reflectir, gostam de ser humildes e aceitar que necessitam - como na maioria das profissões - de estudar, abrir-se a disciplinas que existem maioritariamente fora da cozinha e do restaurante (a História, a Arte, a Psicologia, a Estética, a Antropologia, etc., etc., etc....). Infelizmente, o que não faltam são adeptos das redes sociais e respectiva informação visual e confirmação social. Sobram estes chefes, fazem falta mais artífices do gosto, transformadores, daqueles que levam tempo a formar (a formarem-se). ( é provável que sejamos nós, ávidos de orgasmos gastronómicos que os construímos assim - a muitos, felizmente não a todos ) Voltemos À L

Mensagens mais recentes

"A" Cozinha Tradicional Portuguesa não existe

Restauração e direitos

Make us MAD

Quarentena #8 - Rir para não chorar

Pos-quarentena #3 - Fine dining: Caminhos possíveis

Memórias na quarentena #2 - Um Lugrade jantar no Mesa de Lemos

Memorias na quarentena #1 - Mouchão, entre dois ribeiros