Portugal Gastronómico #1 - Começo

Cansei-me de encontrar facilidades em países como a Itália ou França que aliam a cultura gastronómica à consciência de que a gastronomia é não só o fulcro da identidade do país como um fundamental dado no desenvolvimento económico, e de perder um tempo infindo para descobrir qualquer pormenor na gastronomia do meu país. Sites oficiais labirínticos, postos de turismo concelhios com reduzidos conhecimentos, produtores sem meios para investir na divulgação, restaurantes honestos só conhecidos de meia dúzia de afortunados.

Inicio aqui um percurso que não sei quando terminará - a recolha de dados que permitam a constituição de um corpus gastronomicus português nas suas diversas vertentes, conjugando o que é produção actual e de referência, com os respectivos produtores, os pratos tradicionais e respectivas receitas, os locais de comércio e de consumo, para cada um dos concelhos do país. 

Sei bem a enormidade desta proposta, a megalomania provável e a possibilidade de nunca conseguir chegar ao fim. É por isso que conto com todos, esperando - e desejando - a colaboração de quem estiver disponível para contribuir com informações, sugestões, confirmações, quer em forma de comentário, quer directamente para o endereço que está na coluna da direita.

A casa é vossa.

Comentários

Octávio disse…
No Bombarral (Distrito de Leiria)

recomendo o

restaurante  Mãe d'Água



e os doces caseiros da Dona Amélia

Nos últimos 30 dias...