Gastrohistória (I)

"A sala das refeições

Eis, minhas senhoras, o nosso ponto de concentração: é aqui que devemos procurar, na simplicidade e modéstia, ornal-as de pequenos attractivos; é nesta sala, onde passamos entretídas, onde se formam e começam todas as palestras, da mais chã á mais erudita. A leitora que se vae casar ou já se casou, pensa em tornar a sua casa um ninho de ideal de felicidades e bem estar, imaginando a existência do seu lar como conseqüência do amor, sinceras alegrias, impressões e surprezas causadas pelo seu espirito investigador, resume nesta sala as impressões e surprezas causadas pelo seu espirito investigador, resume nesta sala o empenho de realisar o seu ideal. Procura o seu papel de boa dona de casa, proporcionando ás pessoas presentes, de sua intimidade, mostrar uma novidade, um conto interessante,um desenho ou pintura feita por si, uma costura em que procura esmerar-se. A noite faz uma receita das despezas do dia, lê uma obra instructiva, joga ou recorta papeis para o gaz, arruma seus livros na estante ou aproveita escrever a seus parentes. Assim aproveitamos com resultado o nosso tempo, enchendo essas horas de labor doméstico, de seductora intimidade.

Quando não a vantagem que se nos apresenta em deliberarmos ir em visita, a uma reunião, theatro, faz-nos sahir da monotonia de todos os dias, si o espirito da leitora é volúvel, fugitivo, dado a novas distracções. Mesmo assim, quem não se sente feliz no seu lar, rodeado de seu esposo, um homem intelligente e cultivado, e seus filhos?

A nossa mesa deve estar adornada, sempre que pudermos, com uma simples jardineira ou um vaso de flores. Nas refeições deve sempre ter uma alva toalha e guardanapos, tudo em harmonia com os talheres e copos,louça bem lavada e tratada.

Ser boa dona de casa, eis a nobre missão da mulher;si ella pode reunir a essa principal qualidade dotes de cultivo pelas artes, musica, pintura, litteratura, pôde se considerar a mais elevada creatura, feliz, dessa felicidade que ennobrece-a, eleva-a, tornando, aos que a rodeiam, ditosos, engrandecidos.

Ainda é na hora das refeições que se conhece a pessoa bem educada, que uns avaliam aos outros pelo seu modo de comer, a sua posição, a sua conversação e escolha de palestras, resumindo ou augmentando a voz, as palavras e qualidade de conversa. Durante as refeições devemos falar pouco, é fina educação."


[in "A SCIENCIA NO LAR MODERNO CORRIGIDA E AUGMENTADA; Nova colleção de receitas de doces, iguarias, petiscos e tudo o que diz respeito á arte culinária, já conhecida pela pratica da autora D. EULALIA VAZ Professora da Escola Profissional de São Paulo. LIVRO ÚTIL E NECESSÁRIO AS BOAS DONAS DE CASAS
Quarta edição, 1912"]

Bolas, que chato era ser mulher em 1912

Comentários

Nos últimos 30 dias...