Gastroescritas #9 - The Flavour Thesaurus

Há dias assim. No meio de Nigellas e Jamies que não interessam para nada ou de dezenas de exemplares cuja única contribuição para a história da culinária é a descoberta de mais uma maneira de rescrever as mesmas receitas de sempre, os responsáveis da FNAC lá resolvem deixar, como quem não quer a coisa,  uma daquelas pérolas que nos enchem a vida.

É raro. Mas acontece.

A última que lá descobri é a que irá ser o meu livro de companhia durante muito tempo, tão grande o mundo que contém:


99 ingredientes - dos queijos às alcaparras, do caviar à cereja, da hortelã ao café... - , agrupados em 16 temas - "amostardado", "sulfuroso", "frutado floral", "marítimo", entre outros - e combinados entre si, dois a dois, numa análise das possibilidades e potencialidades geradas, poderá ser o sumário desapaixonado.

Mas como alguém pode ser desapaixonado quando descobre que o "Farikal"  - que é um popular prato norueguês, comido tradicionalmente em meados de Setembro para marcar o final do Verão -, não é mais do que borrego cozido com couve, servido com batatas cozidas e acompanhado com cerveja ou aquavit, mas que a mesma combinação, (ainda que com borrego fumado) se chama castradina em Veneza e é servida no dia 21 de Novembro na Festa Madonna della Salute e que evoca as provisões enviadas pela população fronteira da região croata da Dalmácia aquando de uma furiosa epidemia de peste que quase aniquilava a cidade, salva, crêem os crentes, pela Madonna, em honra da qual construíram uma das suas mais belas joias barrocas, de arquitectura de inspiração palladiana?

Santa Maria della Salute, Veneza
(Fonte: Wikipedia)
Ou quando lê uma antiga receita inglesa de pasta para sanduiches com queijo velho ralado, anchovas (biqueirão anchovado), mostarda, molho branco frio e pimenta de cayenne?

Ou aprende que o cardamomo e a canela se completam como Krishna e a sua mortal noiva Radha, amantes lendários? E que, acrescentados a uma caneca de leite e deixados ferver são a base de um fragante milkshake de banana?

Ou, ou, ou... uma infinidade de histórias e conselhos e descobertas e utilizações que evocam outras, despertam ideias, convocam memórias.

Comentários

Nos últimos 30 dias...