Out of Africa

É oh tão retemperador sair do circuito habitual de compras nas grandes superfícies e voltar aos locais centenários da cidade, reencontrar a tradição, os produtos nacionais, os velhos hábitos, sentir o regresso às origens, ao Portugal profundo e rural...

Uôuôuôuô, parem as rotativas, recolham o kleenex para as lágrimas, aguentem um bocadinho o filme!

Tradição? Produtos tradicionais? Nacionais?


Temos pena... Afinal, trinta e escambau anos depois do fim do império, parece que o passado nos apanha e a profecia do Pessoa começa a materializar-se: não era a sermos redutora e provincianamente fechados ao mundo que iríamos ser universais, pois não?


Ah, o prazer de descobrir e miscigenar...


(Já agora: quem diabo inventou esta nova grafia para os quiabos? É que nem o acordo ortográfico se lembrou desta...)

Comentários

Alexandra disse…
Só tenho uma coisa a dizer: esses pimentos africanos são explosivos. E cuidado com os olhos depois de os cortar. É um conselho.

Nos últimos 30 dias...