Finger Limes

A Gilt Taste anuncia hoje no seu site a venda deste fruto ainda pouco conhecido nos EUA. (O que diabo são finger limes - finger food alimada?)

Pela foto,

(Fonte: Gilt Taste)
parecem limas com um formato alongado, com um curioso interior:

(Fonte: Gilt Taste)
São citrinos.

Diz-nos o site que são originárias da Austrália e Nova Zelândia, já existindo produção na Califórnia. E passo a citar: "Variam entre o tamanho de um amendoim e o do nosso dedo mindinho. Dependendo da altura do ano, a casca pode ser verde escura, laranja ou amarelo clara e as pequenas pérolas do seu interior douradas ou rosas, amarelas ou verde claras. São menos amargas que as limas e o seu aroma mais próximo da combava (kaffir lime). Retire as pérolas com uma colher e utilize-as em coktails, polivilhe ostras ou adicione-as em sobremesas à base de citrinos."

Os australianos chamam-lhe o caviar citrino.

O LA Times explica melhor :

"Ao contrário dos alvéolos em forma de lágrima dos citrinos correntes, as vesículas translúcidas, esverdeadas ou rosadas, das "limas-dedo" são arredondadas e firmes, rebentando na boca como o caviar, libertando um sabor que combina limão e lima com notas verdes e herbáceas. O óleo da casca é igualmente aromático, contendo isomentona, comum na hortelã mas rara nos citrinos.

O que fazer com estes prodígios em forma de dedo? Como a restante família, são demasiado amargos para serem comidos simples mas, mesmo assim, da primeira vez que tomar contacto com eles, experimente as suas esferas, esfregando algumas nos dentes, como pasta de dentes, de modo a percepcionar o seu sabor ao máximo. (...)

O restaurante Craft utiliza uma vinagrete que contém o que denomina "caviar de lima" tanto no sashimi hamachi como nas ostras Kumamoto. "Quando as esferas de sumo explodem na boca, acontece uma explosão de sabor", diz o chef Anthony Zappola. "Os clientes ficam surpreendidos, julgam que é algum tipo de gastronomia molecular e espantam-se ao descobrir que é uma fruta.
"


A Australian Fingerlime Growers Association, como seria de esperar, desenvolve um trabalho profundo de investigação (junto da indústria restaurativa) de aplicações gastronómicas e de mercados o qual pode ser melhor analisado no seu site.


(Fonte: Australian Fingerlime Growers Association)


Um pdf com algumas receitas pode ser importado a partir daqui.


Se um dia destes um chef mais empreendedor quiser arriscar, I'm game. Ou neste caso, fruta.

Comentários

Nos últimos 30 dias...