Harmonias (IV) - Perdiz estufada

Harmonias ComProvadas, take 8. Casa da Comida, uma primavera de Inverno.

Estava eu a pensar no que raio me dera para chegar tão ignominiosamente atrasado (o que me dera... erros meus, má fortuna, horas de deitar dementes...) a mais esta prova, desoladamente a pensar que, se a perdiz preparada estivesse tão boa como o arroz de ditas do Fialho,

("— E é então maravilhoso este petisco ?
— Tão maravilhoso que uma vez antecipei com elle a Paschoa, de três dias.
— ?!
— Estava a preparal-o na Rua da Condeça, em Sexta de Paixão, e n'isto quatro argoladas na porta, de tremer. Vae a creada .. era Nossa Senhora da Soledade, que sahida na procissão do enterro, vira de repente erguer-se do esquife o Salvador do Mundo, gritando parem! parem! — mal lhe chegaram ás ventas os perfumes resurrecionaes do meu arroz.
— Ressuscitou. E a respeito de subir ao ceu ?
— Qual subiu ao ceu! Jantou comnosco. Sabe que sou medico. Pois muito á puridade lhe digo que foi este também o único successo clinico da minha vida de doutor.")
(Fialho d'Almeida in O Cozinheiro dos Cozinheiros, Ed. Paulo Plantier)

lá assistiríamos de novo à ressuscitação de Nosso Senhor exigindo a sua parte do repasto, quando




oh generosos deuses dos fogões!, oh afinadíssimos dedos de laboriosos artesãos!, oh abençoados gestores de tão atilada equipa!, se me calaram os pensamentos perante tão benfazeja visão. Fechei os olhos e achei-me imaterial, flutuando nos perfumes do cozinhado. Que delícia. Tacteando, fui trazendo os negros cálices de prova e, muito concentradamente para nada perder, fui adicionando o aroma de cada um dos vinhos em análise. Depois, em cada garfada - perdiz autêntica, sabores profundos de bosque, cogumelos e ervas aromáticas -, um pouco de cada néctar para completar a experiência. (Rápido, não vão inesperadas batidas na porta obrigarem-nos a mais partilha!)


Indecisei-me na escolha. Estava tudo tão perto da perfeição que, qualquer que fosse o vencedor, me acharia em sintonia. Mas, como na vida, um primus inter pares teria de ser nomeado. E, para o júri desta prova, o pódio foi...

1º Herdade do Pombal Reserva Tinto 2008
2º Marquês dos Vales Grace Vineyard 2007
3º Duorum Reserva Tinto 2008

Parabéns a toda a equipa da Casa da Comida, personalizados no proprietário Rogério Alcântara, no chef Luís Calixto e no escanção Marco Alexandre.


Parabéns aos participantes, empenhados, bem dispostos, atentíssimos!


Parabéns pela ideia, pelo esforço - pelos resultados! - e um grande agradecimento à Alexandra Maciel pela oportunidade de "tocar ombros" com a excelência. Cá espero pela saída do livro! Auguri!




Comentários

Nos últimos 30 dias...