Portugal Gastronómico #92 - Vinhais


(Fonte: Wikipedia)
(Fonte: viajar.clix.pt)

Produtos DOP e IGP:
 Integrado nas áreas de produção de:

  • Alheira de Vinhais IG
  • Butelo de Vinhais IGP
  • Carne de porco bísaro transmontano DOP
  • Carne Mirandesa DOP
  • Castanha da Terra Fria DOP
  • Chouriça de carne ou linguiça de Vinhais IGP
  • Chouriça doce de Vinhais IGP
  • Chouriço azedo de Vinhais IGP
  • Cordeiro Bragançano DOP
  • Mel do Parque de Montesinho DOP
  • Presunto de Vinhais IGP
  • Salpicão de Vinhais IGP

O concelho de Vinhais, situado a norte da região de Trás-os-Montes, a uma altitude de aproximadamente 1000 metros, possui inigualáveis condições naturais e um clima específico caracterizado por Invernos longos e frios e verões quentes e curtos, que permitem uma cura perfeita do fumeiro regional.
Como outros factores que determinam a qualidade excepcional do fumeiro de Vinhais podemos considerar: o porco Bísaro, raça autóctone perfeitamente adaptada ao maneio e alimentação tradicional; e a arte na elaboração artesanal que foi sendo transmitida de geração em geração.

SALPICÃO DE VINHAIS (IGP)

É um enchido de carne de lombo e lombinho de porco de raça bísara ou cruzamento desta raça, cheio em tripa grossa de porco com formato recto, cilíndrico e fumado. A carne utilizada é devidamente condimentada com sal, vinho tinto ou branco da região, água, alho, colorau e louro.
COMO SE DEVE CONSUMIR: preferencialmente em finas fatias, depois de curado, ou assado enquanto fresco.

CHOURIÇA DE CARNE DE VINHAIS (IGP)

Também denominada localmente por Linguiça de Vinhais, é um enchido de carne e gordura de porco de raça bísara ou cruzamento desta raça, cheia em tripa delgada de porco ou de vaca, de secção cilíndrica e fumada. A carne e a gordura utilizadas são devidamente condimentadas com sal, vinho tinto ou branco da região, água, alho colorau e louro.
COMO SE DEVE CONSUMIR: crua, assada ou cozida, dependendo do tempo de cura.

ALHEIRA DE VINHAIS (IGP)

É um enchido fumado, obtido a partir de carne de porco de raça bísara ou cruzamento desta raça, pão regional de trigo e azeite de Trás-os-Montes (DOP), condimentada com sal, alho e colorau. É constituída por uma pasta fina na qual se podem aperceber pedaços de tamanho reduzido (carnes desfiadas), cheia em tripa delgada e seca de vaca.
COMO SE DEVE CONSUMIR: assada.

BUTELO DE VINHAIS (IGP)

É um enchido fumado, obtido a partir de carne, gordura, ossos e cartilagens, provenientes das partes da costela e coluna vertebral de porco da raça Bísara ou cruzamento desta raça, cheios em estômago (“bucho”), bexiga ou tripa do intestino grosso do porco (“palaio”).
As carnes com os ossos e as cartilagens são devidamente condimentadas com sal, alho, colorau, louro, água e vinho branco ou tinto da região.
COMO SE DEVE CONSUMIR: cozido.

CHOURIÇA DOCE DE VINHAIS (IGP)

É um enchido fumado constituído por carne magra e carne gorda de porco da raça Bísara ou produto de cruzamento desta raça, sangue de porco, pão regional, mel, nozes ou amêndoas e azeite de Trás-os-Montes (DOP). É cheio em tripa delgada de vaca ou porco.
As carnes e gorduras de porco são condimentadas e cozidas em água, as carnes desfiadas são adicionadas ao pão regional, formando uma massa que é finalmente condimentada e à qual se adicionam os restantes ingredientes.
COMO SE DEVE CONSUMIR: cozida.

CHOURIÇO AZEDO DE VINHAIS (IGP)

É um enchido fumado, obtido a partir de carne, gordura de porco da raça Bísara ou produto de cruzamento desta raça, pão regional de trigo e azeite, cheio em tripa do intestino grosso de porco.
A carne e gordura de porco são devidamente condimentadas com sal. Depois de cozidas são desfiadas e misturadas com o pão, formando uma massa, que finalmente é condimentada com colorau, alho e azeite.
COMO SE DEVE CONSUMIR: cozido.

PRESUNTO BÍSARO DE VINHAIS (IGP)

É obtido a partir das pernas de porcos Bísaros, adultos, machos ou fêmeas excluíndo os machos inteiros. Depois de um período de salga durante cerca de 30 dias, o sal é eliminado através de uma lavagem e o presunto é untado com uma mistura de colorau, azeite e/ou banha. Posteriormente é exposto à acção pouco intensa e gradual do fumo de carvalho ou castanho. A cura e envelhecimento é feita em local frio e seco. Todo a processo não pode ser inferior a 12 meses.
COMO SE DEVE CONSUMIR: cru, em finas fatias.


(FONTE: SITE DA ANCSUB)


Bebidas:

Vinhos
 Integrado nas áreas de produção de:

DOP "Trás os Montes", Sub-região Valpaços

Castas
Tintas: Aragonez (Tinta Roriz), Bastardo, Cornifesto, Marufo, Tinta Barroca, Tinta Carvalha, Tinto Cão, Touriga Franca, Touriga Nacional e Trincadeira (Tinta Amarela).
Brancas: Arinto (Pedernã), Bical, Boal Branco, Côdega de Larinho, Donzelinho Branco, Fernão Pires
(Maria Gomes), Gouveio, Malvasia Fina, Moscatel Galego Branco, Rabigato, Síria (Roupeiro) e Viosinho.

Outras


Produção concelhia:

Fumeiro



Produtores / Fabricantes:



VINHAIS - Cozinhas Regionais de Fumeiro (Fonte-ANCSUB)

COZINHAS REGIONAIS
                   Nome                                        MoradaConcelhoContacto
Amândio PereiraVila Boa 5320-210Vinhais934730931
Adélia de Jesus Silva Gama CarvalhoNunes 5320-091Vinhais273771263
Firmino dos Santos MedeirosVila Verde 5320-322Vinhais273772874
Inácio Lourenço FernandesEspinhoso 5320-033Vinhais273679223
Isaltina Maria Correia SantosNuzedo de Baixo 5335-133Vinhais278369332
Jocelim António Guerreiro de CarvalhoPinheiro Novo 5320-121Vinhais934884015
José Alberto dos Santos de JesusRua da Igreja 5335-111 RebordeloVinhais278369269
Lucinda de Jesus PiresBairro do Calvário nº 51 5320-305 VinhaisVinhais273772544
Manuel Artur MartinsMós de Celas 5320-022Vinhais273989290
Manuel António PiresSeixas 5320-154Vinhais273696336
Messias Augusto GonçalvesCidões 5320-251Vinhais273772113
Quinta da Ameã/ AuróraOusilhão 5320-100Vinhais273772139
Regina de Fátima Alves FernandesRomariz 5320-092Vinhais273772606
937239730
Vera Maria AlvesNunes 5320-091Vinhais273771195
Zita dos Anjos Teles AfonsoVilar de Lomba 5320-323Vinhais276107755

 (Fonte: Site da C. M. Vinhais)

(Fonte: C.M.Vinhais)

Pratos típicos característicos do concelho:

Sopa das matanças ; Sopa das malhas ; Sopa das alheiras ; Sopa de nabos ; Caldo de cascas ; Caldo à transmontana ; Sopa de Grão-de-bico

Trutas do Tuela; Peixinhos do rio fritos
Cuscos ; Casulas / Cascas ; Milhos
Cabrito ou cordeiro à transmontana ; Javali ; Vitela entrouxada com castanhas
Grelos cozidos com linguiça e chouriço de pão
Cozido à transmontana ; Feijoada á transmontana
Rodeão assado
Rojões
Fígado com couve guisada
Aves de capoeira / caça
Perdiz estufada ou assada
Arroz de pato no forno ; Arroz de lebre ; Arroz de tordos
Coelho guisado

Alheira assada com batata cozida e grelos (época de Inverno) ; Butelo com cascas (época de Inverno) ; Enchidos cozidos, com batata cozida e grelos ; Chouriça assada, com batata cozida e grelos ; Chouriça e presunto com favas guisadas ; Chouriça com milhos ; Salpicão

SOBREMESAS / BOLOS:
Tarte de castanha
Pudim de ovos ; Pudim de castanha
Arroz doce ; Leite-creme com pão-de-ló
Sonhos de abóbora ; Filhós ; Rabanadas
Bolo de castanha ; Bolo de noz
Súplicas ; Económicos ; Bolinhos das Clarissas


Restaurantes referenciados:



Eventos de teor gastronómico:

Feira do Fumeiro de Vinhais
Largo do Arrabalde. Todos os anos, em Fevereiro, desde 1981.





Agradecimentos:





Bibliografia:
Produtos Tradicionais Portugueses, Ed. M.A.D.R.P, 2001
Guia de Compras-produtos Tradicionais 2011, Ed. QUALIFICA/Publiagro
Vinhos e Aguardentes de Portugal, Anuário 2009, Ed. Instituto da Vinha e do Vinho I.P.
Boa Cama, Boa Mesa, 2011, Ed. Expresso
Guia Restaurantes e Vinhos de Portugal, 2008, Ed. Media Capital Edições
Guia 564 Restaurantes, 2011, Ed. Global Notícias Publicações SA


EM CONSTRUÇÃO - O post irá sendo actualizado à medida que novas informações sejam obtidas.
Achegas e comentários, bem vindos como sempre

Comentários

Nos últimos 30 dias...