Smirnoff de Oeiras


Tiveram um crescimento exponencial desde os primeiros tempos em que bastavam os dedos de um mão para os enumerar, nessa gastronomicamente monótona Lisboa dos anos 70. Aprendemos a gostar da diferença, da entusiasmante leveza em que os ingredientes eram confeccionados, das texturas crocantes, das combinações de sabores, dos novos gostos.

Depois foi a enxurrada. De comida de vez em quando passou a ser nunca mais deixo de a ver, com a baixa qualidade a imperar e os escândalos mediáticos quase a matarem o negócio.

Mais do que a má comida, o que mais me pesava era a impossibilidade quase total de acesso a uma cozinha genuína. Sem um patrocínio do interior, a barreira deste preconceito invertido que resulta na adaptação dos pratos a um gosto pretensamente ocidental é virtualmente intransponível; e este chinês lusitanizado que, insidioso, se almeja a entranhar, rapidamente se começa a detestar.

Felizmente - e quase estranhamente - há excepções.

Grandes excepções.

O Yum Cha é uma dessas excepções, enorme se considerarmos que se instalou numa praceta perdida de uma anónima e suburbana urbanização oeirense - saberão os seus vizinhos a sorte que lhes bateu à porta do lado?

Pratos a proporcionar novas experiências e - diz quem sabe - como podem ser encontrados nas casas de Cantão, Macau ou Hong-Kong.

Como estas Medusas em Molho Tailandês, uma salada muito fresca, com o pepino, os coentros, o vinagre a dar o mote mas com o crocante da medusa (sim, alforreca...) a marcar o passo, num prato de entrada que define o espírito do repasto. Esqueça-se a cultural reserva e experimente-se que vale a pena.


Fiel ao seu nome - "Yum Cha" é uma expressão cantonesa que se traduz literalmente por "beber chá" e que nomeia a refeição, matinal ou vespertina, constituída por chá e dim sum - o restaurante propõe uma variedade robusta de Dim Sum.

Como os Xiaolongbao, peças de farinha de desenho delicado, recheadas com porco picado e vegetais,


Ou estes Lo mai gai, arroz glutinoso e galinha, cozidos embrulhados em folhas de lotus/lodão que lhes oferece um sabor característico, algo resinoso, diferente mas tentador e longe oh longe dos caminhos habituais.


A revisitar vezes e mais vezes. Tanto para experimentar, tão pouco tempo para o fazer...

Yum Cha Garden
Praceta de Maputo 6 2780 Oeiras
Tel. 214 415 481 ; http://www.yumcha.com.pt
Aberto todos os dias - 12:00-15:30 / 18:30-23:00

Comentários

Nos últimos 30 dias...