Taberna Marcada

Decorreu, há dois dias, a festa de apresentação dos Prémios Mesa Marcada "Os 10 Restaurantes e Chefes Preferidos de 2014". Da votação de um painel de 90 jurados, ligados de vários modos à gastronomia, resultou a atribuição do 1º lugar a José Avillez e ao Belcanto, posição obviamente merecida e merecedora da maior e mais entusiasmada ovação da noite.

Pedro Lemos, chefe do restaurante homónimo que recebeu este ano a sua primeira estrela Michelin, conquistou o prémio "Destaque do Ano" atribuído à maior subida verificada relativamente à classificação do ano passado.

O prémio "Mesa Diária", instituído pela primeira vez este ano, referente ao restaurante de frequência diária ou preço moderado, foi atribuído à Taberna da Rua das Flores.


(e, a partir daqui, se subjectiva o texto)

Satisfação, alegria, prazer.

No passado Sábado, a Taberna foi o meu Porto Seguro, Ítaca de uma viagem involuntária, conforto de memórias e afectos. Espaço que cresce com a multiplicidade das origens dos muitos que a procuram (afortunados que são por conseguirem fugir às falsidades caça-níqueis que pululam e rapidamente se multiplicam pela cidade antiga) e alberga o casamento entre o profundamente tradicional e a, muitas vezes radical, visão contemporânea dos criadores que a habitam, o André Magalhães e o Adriano Jordão, soube criar-me uma refeição que preencheu vários vazios, me endireitou a melancolia, me suportou uma noite chuvosa em mais que um tom.

O mestre André e a maestrina Bárbara
Pequenas grandes criações, encerrada a sua origem na noite dos tempos, nas viagens, ao Martim Moniz ou às profundidades da China, na inspiração do dia ou nas disponibilidades do mercado.


Vieiras "acevichadas"

Sonhos de espadarte

O sável frito con su açorda



Cachupa

Hóstias de courato

Pieds de mouton do Adolfo Henriques


Chufas, fritas (esq) e ao natural

Medronho de Monchique, para fechar

A nova Cimbali-Ferrari da Taberna: a melhor bica do Chiado está no Café da Rua das Flores...
Aparentemente, à maioria dos jurados se estende esta sentida bonomia, este cigarro depois do amor, este tranquilo, exaltado, extasiado bem-estar, vivido - diária, gostávamos, e emcontamente.

E eu fiquei contente por assim ser. Sabe bem, saber que esta alma não é pequena.

Comentários

Nos últimos 30 dias...