Endógenos #10 - Novas do berbigão no Mocambo


É, simultaneamente, o bivalve mais comum da mesa portuguesa e o menos considerado. Faz figura de irmão cinderela, aparecendo envergonhadamente substituto em rissóis de baixo orçamento, pobremente tratado em arrozes de cantina, erradamente agregado à erradamente alentejana maneira de tratar o porco.

Contra esta apagada e servil tristeza se rebelaram os promotores do projecto Endógenos, Nuno Nobre (esq) e António Alexandre (dir.), dando estatuto estelar ao BERBIGÂO na 10ª edição, que teve lugar no Clube dos Jornalistas, em Lisboa, com menu elaborado por Ivan Fernandes (centro), Chefe executivo do restaurante.



Menu de reflexão, de questionamento interior com revelação aos comensais dispostos a ouvir as dúvidas e a auxiliar com reacções.



Algumas, bem simples: quem desdenha o prazer memorial do mar na ponta dos dedos, das conchas, sugadas do molho dedicado ao ultra-romântico caçador que Eça ampliou?

Berbigão à Bulhão Pato
Outras, pediam temperança no espanto inicial e no gosto posterior: seria totalmente adequada a viscosidade do puré a frescura impetuosa dos sabores marinhos e das texturas?

Puré de tinta de choco, berbigão, mexilhão, ovas de salmão e vinagrete de ponzu
Já o risotto ousava, com sucesso, casamentos intercontinentais, aguentando o berbigão-estrela a presença de sabores exógenos, pouco tradicionais mas bem conhecidos do palato urbano, como o coco.

Risotto de lentilhas, berbigão, leite de coco e pimentada
Quanto ao porco & berbigão, história velha aqui incrementada com o feijão, hidrato de carbono de serviço, não muito a dizer mas também nada a apontar.

Porco da carta, colocando berbigão na guarnição, molho demiglacê de berbigão


O crumble de berbigão funcionou muito bem na sobremesa - encontrou-se mais um amante para esse Casanova culinário que é o chocolate - em trio com o aroma de eucalipto, a portar-se à altura.

Bolo de chocolate, crumble de berbigão e gelado de eucalipto
Ficou cumprida mais uma homenagem, mais uma vez a prestar justiça a um ingrediente injustamente menorizado na cozinha portuguesa: pelo sabor concentrado de maresia, pelo prazer induzido pela sua degustação, senhor berbigão, tome o seu lugar de direito, direita alta, holofote potente!

Parabéns a organizadores e Chefe criativo e, por arrasto, parabéns ao projecto Clube dos Jornalistas. E disse.


Comentários

Paulo Sousa disse…
Porque é que não "nasci" jornalista??!!!
No entanto, posso aconselhar umas Expressões - Alvarinho do enólogo Anselmo Mendes, que vai aromatizar ainda mais esses berbigões.

Nos últimos 30 dias...