O rock do Ouriço (ou, em inglês, Ouriço rocks!)

Jantar pontapé-de-saída do 1º Festival Internacional do Ouriço do Mar", realizado no restaurante Sul, na Ericeira. Do Festival, será imprescindível deixar registo, cuidado e substanciado, o que obriga a uma dilacção temporal maior. Deste jantar, apesar do atraso, seria bárbaro não dar notícia e cantar loas, tal a sensação muito positiva deixada pelo mesmo e o extremo prazer deixado por alguns momentos.


Chegada ainda a tempo de disfrutar um ocaso típico tanto destas semanas intermitentes entre Inverno e Primavera como da vista do restaurante anfitrião, estrategicamente entricheiro no recente parque de Santa Marta. Uma vista tão nossa, refrigério, regalo, repouso. O mundo pertence-nos, em momentos assim.



Casamento vínico a cargo da Manz, produtora do concelho (em Cheleiros). Relevo para o monocasta Jampal, casta rara, recuperada pela empresa, a única a ter produção certificada pelo IVV.



Com autoria de António Alexandre (conjuntamente com Nuno Nobre, alma mater do projecto Endògenos e deste Festival), Chefe executivo do Lisbon Marriott Hotel, bem coadjuvado pelo Chefe Paulo Rodrigues e a sua equipa,


a refeição iniciou-se com um belíssimo carpaccio de peixe com vinagrete de ouriço, a que se seguiu um "mergulho no mar" feito de ouriço, percebe, navalheira e mexilhão de lamber os lábios, e um superlativo, inesquecível e repetido a pedido, ravioli de ouriço e algas, em consommé.






terminando com um leite creme de ouriço.



Honra aos bravos, que assim nos alegram os dias!

Comentários

Nos últimos 30 dias...