Lx Cocktail Week


Abril ameaça tornar-se o mês gastronomicamente mais movimentado da região de Lisboa. Para além do Peixe em Lisboa, no Pavilhão Carlos Lopes e do 3º Festival Internacional do Ouriço do Mar, na Ericeira, que decorreram na primeira semana do mês, entre 21 e 29 celebrar-se-à o cocktail nos mais de 60 bares e restaurantes aderentes à Lisbon Cocktail Week.

A apresentação da semana, realizada no Infante, o restaurante Hotel 1908, na Largo do Intendente
Serão 9 dias - e noites - de tchin-tchins, saúdes, prosts, saluds, santés e demais saudações possíveis face ao número diversificado e avassalador de turistas que a cidade conhece, com acento nas misturas alcoólicas, tradicionais ou não, que o conceito permite.



Intemporal e contemporânea, a edição deste ano, abrangerá tanto as visões mais clássicas como as tendências mais recentes, devendo, no entanto, cada espaço participante apresentar na sua carta pelo menos um cocktail clássico - não se estranhe assim o retorno à noite de Lisboa de nomes tão mitificados como um Alexander, Bloody Mary, Dry Martini, Gin Fizz, Grashopper, Irish Coffee, John Collins, Manhattan, Margarita, Rusty Nail, Screwdriver, Snowball ou Stinger (sim, têm toda a razão, foi preciso a ajuda do Larousse de Cocktails para engordar esta lista mas só porque, como compreenderão, a minha idade avançada já me não permite reter com acuidade a memória das dezenas de milhares de bebidas... que não bebi).

Arte tanto da combinação como da dosagem, ao cocktail - ou coquetel como parece ser lusitano dizer-se - reconhece-se o seu carácter social, convivial (quem é que se entretém a elaborá-los para consumo solitário? O onanismo tem limites...), a capacidade de iniciar conversas, entreter noites, finalizar entendimentos. Assim, é pegar na companhia - de sempre, de ocasião, de só há um bocadinho mas sabe tão bem -, rumar ao watering hole favorito (ou a um desconhecido; nascem como papoilas saltitantes), com o apelo extra de usufruir o Momento Cocktail, entre as 18h e as 23h: sistema de "pague 1, leve 2" nos 3 ou 4 cocktails com ou sem álcool integrantes da carta especialmente constituída para o efeito, em cada bar.


Decorrerão ainda duas competições - o Melhor Cocktail de Lisboa (entre os cocktails pré-seleccionados pelos espaços aderentes, com a avaliação a ser feita por um júri composto por profissionais do sector) e o Cocktail Escolha do Público - uma Masterclass com Mr Lyan, um dos mais celebrados barmen do presente, proprietário do bar White Lyan, em Londres.

É aproveitar tudo.

A lua, não sobre Bourbon Street mas sobre um dos mais belos (e escassos) exemplares de arquitectura art nouveau de Lisboa - o agora estreado Hotel 1908

Comentários

Nos últimos 30 dias...