Limoncello fizz

Descobri o limoncello a primeira vez que estive em Milão. Acabado de chegar, jantar num pequeno restaurante numa rua lateral da Piazza Duomo, a rúcula com parmigiano,



uns gnocchi apetecidos,


um café que demonstrou porque em Lisboa se chama "italiana" a uma bica curta (curtíssima, o que levou um comensal americano a perguntar onde estava o café quando olhou para a sua chávena aparentemente apenas... suja) e depois o empregado a sugerir, para il finale, um cálice de limoncello caseiro.

Nos dias seguintes vi muita coisa que iluminou a minha vida (na Brera, no Poldi Pezzoli, no Castello Sforzesco)

Miguel Ângelo, Pietá Rondanini
By Jove.
mas nada foi tão solar quanto aquele limoncello (no pictures!...).

Tão simples de confeccionar e tão complexo de provocações.

E ainda há quem não defenda que tudo isto é pura arte...

1kg de limões
1 litro de álcool 
800 gr de água 
800 gr de açúcar

Ripar os limões com o descascador de modo a ficar só com a pele sem a parte branca.

Colocar num fraco de boca larga em infusão no álcool durante 5 dias. Coar.

Preparar um xarope com o açúcar e água, deixando ferver por poucos minutos. Deixar esfriar e misturar com a infusão. 

Engarrafar e conservar no escuro durante, pelo menos, 30 dias.

Coar novamente.

Servir gelado.

Comentários

Nos últimos 30 dias...